A captação de estudantes emigrantes, seus familiares e lusodescendentes para as instituições de Ensino Superior portuguesas constitui um dos eixos do programa “Estudar e Investigar em Portugal”, uma iniciativa do Governo para a internacionalização do Ensino Superior em Portugal que conta com o envolvimento da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), do CICL, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, da Agência Nacional Erasmus+ e das instituições portuguesas de Ensino Superior, através do CRUP, CCISP e APESP.

Neste âmbito, o contingente especial para emigrantes, familiares que com eles residam e, atualmente, para os lusodescendentes, reserva 7% da totalidade das vagas na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior português para estes candidatos.

As candidaturas para o ano letivo de 2021-2022 decorrem entre 6 e 20 de agosto.

Informação detalhada disponível em: https://bit.ly/3eWPvLl

 

 

  • Partilhe